Instalações Hidráulicas | Água

Sobre o funcionamento e construção das instalções de água que abastecem a casa, desde a chegada da rua, passando pelo medidor, caixa dágua e pontos de uso. Estas instalações são também chamadas de Instalações hidráulicas prediais.

Anúncio:

Trajetória da água da rede de distribuição até a caixa d´água

A águal chega às residências através de um condutor que vem da rua, e o primeiro equipamento pela qual a água deve passar é o hidrômetro, uma aparelho de medição, que fica instalado em um cavalete de água, situado à frente do terreno. A função do hidrômetro é medir o consumo de água.

Após passar pelo hidrante, a água segue por um cano que pode ter ramificações contendo uma ou mais torneiras externas, geralmente no jardim, quintal, garagem ou tanque, e seguindo rumo à caixa dágua que fica em um local elevado da casa, sobre a laje ou em alguma torre especialmente construída.

A caixa d´água e seu funcionamento

A caixa d´água por definição é um local para armazenar água, e geralmente é instalado no forro da casa, acima da laje de teto e sob o telhado. Sua função é distribuir a água armazenada para os diversos pontos da residência, e abastecê-la, mesmo quando estiver faltando água da rua. O tamanho da caixa d´água é dimensionado no projeto hidráulico, sendo calculado em função do tamanho da casa e principalmente quanto ao número de moradores.

Um importante aparelho de controle de volume da caixa d´água é a boia, cuja função é manter a caixa dágua sempre cheia, permitindo a entrada de água quando o nível cai e fechando a entrada de água quando a caixa está cheia. O funcionamento da boia, se baseia em sua flutuação sobre a água, ou seja, se o nível de água caí ela movimenta-se para baixo abrindo a entrada de água para que não se esvazie, se o nível de água fica alto, ela é empurrada para cima, e estando na ponta de uma alavanca, faz com que a entrada de água se feche, evitando o transbordamento.

Em toda caixa dágua deve existir tambem uma saída extra com cano acoplado chamado de ladrão, em um nível um pouco mais alto que a boia, que permitirá o escoamento da água caso a boia falhe. A saída do ladrão deve ser direcionada para algum local planejado para escoamento.

A caixa dágua requer manutenção, devendo ser limpa de tempos em tempos, para que a água em seu interior esteja limpa e livre de impurezas que se alojam no seu interior. Para proceder a limpeza, a caixa dágua deve ser esvaziada através do ramal de limpeza, um outro cano que é acoplado através de um furo no fundo da caixa d´água. Este ramail de limpeza, geralmente é ligado no mesmo cano de descida do ladrão. A limpeza é feita usando produtos como desinfetantes, detergentes e saponáceos.

Distribuição de água para a casa

A distribuição de água pela casa, é feita através de condutores que saem da caixa d´água, geralmente através de ramais separados, sendo um ramal ou mais para os banheiros, outro para a cozinha e área de serviço e outro para o sistema de aquecimento caso se utilize aquecedor à gás ou elétrico, ou mesmo aquecimento solar.

O ramal do banheiro deve levar água diretamente para o sistema de descarga do vaso sanitário e ter uma ramificação para abastecer com água fria a pia, bidê e o chuveiro.

O ramal da cozinha geralmente deve levar água à pia de cozinha contendo um ramal para ligação de filtro de água potável, e outro para o tanque da área de serviço.

É comum que a pia de cozinha como também o tanque tenham duas torneiras, uma para água que desce da caixa d´água e outra que vem direto da rua. O desta redundância de torneiras é economizar água armazenada na caixa d´água quando existe água da rua, e na falta de água de rua, poder usar a água armazenada na caixa d´água.

O ramal que segue para aquecedor pode também ser derivado do mesmo ramal que leva água fria para o banheiro, desde que tenha bitola para vazão adequada. Entretanto, a água que sai quente do aquecedor, segue por uma tubulação própria para suportar água quente e levar ao chuveiro e pia do banheiro, ou outro pontos da casa. Veja mais sobre aquecimento de água com mais detalhes em outra página deste site.

Instalações de Água do Banheiro

No banheiro devem existir pontos de água fria e ponto de água quente no mínimo para o chuveiro. Caso se utilize chuveiro elétrico e torneira elétrica, a tubulação que chega ao banheiro será exclusivamente de água fria, sendo aquecida em sua saída, ao passar por estes aparelhos.

Caso se utilize aquecedor ou aquecimento centralizado de água à gás ou elétrico, no banheiro chegará uma tubulação separada de água fria abastecendo todas as torneiras e sistema de descarga do vaso sanitário. Uma tubulação ou ramas de água fria, também chegará ao aquecedor, que por sua vez fará com que a água que circulou em seu interior saia quente, e será encaminha à uma torneira do chuveiro e outra da pia através de uma tubulação em separado, especial para água quente.

Válvulas de descarga

Quanto à válvula de descarga que fica instalada na parede atrás do vaso sanitário, sua função é abrir e fechar o fluxo de água para descarregar a privada. Esta válvula pode ter ou não um registro embutido na mesma, que é um equipamento que permite fechar o fluxo de água caso seja necessária alguma manutenção ou conserto da válvula.

A vantagem de ter um registo somente para a válvula é não é precisar fechar a água de todo os demais pontos do banheiro caso a válvula de descarga apresente defeito.

Em caso de usar válvula de parede, verifique se tem registro acoplado, para que voce possa continuar usando o bidé, pia e chuveiro caso a válvula apresente problemas. Geralmente, as válvulas de boa qualidade já vem com registro acoplado.

Em caso de válvula não ter registro, é possivel colocar um registro em posição anterior à mesma, para permitir o seu fechamento de forma individual, sem atrapalhar o uso de água para pia e chuveiro.

No caso escolher válvulas de descarga para o banheiro, deve-se escolher as que vem com dispositívo "anti-golpe de ariete" para evitar danos aos demais equipamentos do mesmo ramal.

Caso a válvula não tenha dispositivo anti golpe de ariete, deve-se instala-la por prudência em um ramal separada das torneiras de pia, bidê e chuveiro. Entretanto, devido à altura e maiores pressões, o "golpe de ariete" produz mais danos em prédios de apartamentos.

Para usar válvula de descarga, é preciso que exista uma altura mínima entre a caixa d'água e válvula, altura esta especifica pelo fabricante. Se existir pouca pressão no caso de algumas casas ou excesso de pressão no caso de edifícios muito altos, a válvula pode não funcionar corretamente.

A válvula de descarga exige uma tubulação de bitola grossa para que tenha muita água disponível para jorrar quando esta é aberta o que pode encarecer a instalação em caso de residências.

Caixas de descarga

O uso de caixa de descarga torna as instalações mais econômicas do que com válvula de descarga, pois pode-se utilizar tubos de menor diâmetro e além de ser mais silenciosa.

A caixa de descarga é uma espécie de mini-caixa d´água. Quando acionada apetando um botão (no caso de caixa embutida na parede) ou puxando uma cordinha (no caso de caixa aparente, instalada presa à parede), ela despeja toda a água na privada.

Básicamente, existem 3 modelos de caixas de descarga como descritas à seguir.

O modelo de caixa de descarga externa, é instalada na parede e fica aparente, em altura mais alta que o vaso. Opção bastante econômica, utilizado em casas de custo mais baixo ou em cômodos de serviço.

O segundo tipo é o vaso com caixa acoplada, atualmente muito utilizado. Neste casos, a caixa também de louça, fica atrás do vaso, como se fosse o encosto de um assento, mas que na verdade não deve ser encostado.

O terceiro tipo é o modelo de caixa que fica embutida na parede, um pouco acima do vaso, e ficando em seu exterior também acima do vaso apenas uma canopla e um botão visíveis. Estas canoplas tem diferentes tipos de acabamentos em termos de cores para que possam combinar com qualquer tipo de azulejos ou decoração do banheiro.

Para fazer consertos na caixa de descarga ou seu mecanismo de disparo, esta canopla é retirada da parede, tendo assim acesso à caixa, sem necessidade de quebrar a parede e os azulejos.

Instalações de Água da Cozinha

Vindo da caixa d´água, um cano condutor leva a água até a torneira da cozinha, tendo um ramal para alimentar o filto de água potável e deve ser prevista também caso pedido, um ponto para alimentar uma máquina de lavar pratos. Do alimentação de água para a cozinha, também pode seguir um ramal para a área de serviço para abastecer o tanque e máquina de lavar roupa.

Se existir água quente, está deve vir em uma tubulação separada, saindo do aquecedor, e chegando no misturador da torneira da cozinha, para unir a água fria e água quente, possibilitando assim o controle da temperatura. Este mesmo procedimento é utilizado no banheiro.

Opcionalmente, para ter água quente, pode-se usar uma torneira elétrica, e neste caso não é necessária uma tubulação de água quente, já que a água chega fria e somente é aquecida ao chegar ao local de escoamento, passando pela torneira.

Em casos de usar torneira elétrica, é aconselhável definir no projeto um ponto de eletricidade de 220 volts, para tornar o uso mais econômico. Entretanto, o aquecimento com aquecedor à gás é sempre mais econômico à longo prazo, embora as instalações fiquem mais caras. Onde é possível ter aquecimento à gás, é uma melhor opção.

Materiais Hidráulicos

As tubulações hidráulicas de uma residência podem ser executada com tubos de pvc (uma éspecie de plástico rígido) por serem mais econômicos quanto ao preço e de fácil instalação, além de não apresentarem corrosão ou ferrugem. Antigamente eram mais utilizados os tubos de ferro galvanizado, quando não existia a opção do pvc.

Outra vantagem do pvc reside no fato de serem mais leves, fáceis de carregar e manejar e internamente mais lisos. Em termos de hidráulica isto significa que apresentam menos perda de carga, ou seja, em termos de recalque ou necessidade elevar água para pontos mais elevados através de bombas, existe menos perda de energia. E também permitem que a água escoe mais facilmente e com mais velocidade.

O canos de pvc rígidos podem ser roscáveis (na cor branca) ou soldáveis à frio com adesivos próprios (na cor marron). Estes últimos são mais práticos ainda, e tem sido muito utilizados onde existe menos esforço mecânico. Em outras palavras, tem sido muito utilizados muitas das construções residências comuns.

A tubulação para água quente é diferente da tubulação para água fria. Veja em outra página a explicação sobre canos e conexões para água quente.

Anúncio: