Telhado

Dicas sobre a execução de telhado, considerando tipos de telhas, madeiramento, e caracteristicas para proporcionar bom conforto térmico no interior da casa.

Construção do telhado

Um telhado bem construído, principalmente em locais quentes, deve oferecer boa ventilação, independetemente do tipo de material usado.

Quanto à estrutura do telhado, ou seja, o sistema que vai dar sustentação e inclinação às telhas, para tal pode ser usado estrutura de madeira, desde que de boa qualidade, por ser resistente e não sofrer a ação de cupins. A madeira mais tradicional utilizada para madeiramento de telhado é peroba, entretanto, outros tipos de madeira dura e resistente apareceram nos ultimos tempos, como a massaranduba, quem vem do norte do Brasil.

Anúncio:

Estruturas de ferro ou feitas com perfis metálicos também podem ser utilizadas, sendo mais comuns para galpões comerciais ou industriais. Mas existem estruturas de metal pré-fabricadas que tem custo acessível para uso em construção de casas residênciais.

A mais tradicional e conhecida forma de estrutura de telhado é feita de madeira, constituindo-se de treliças ou tesouras, que permitem vencer vãos utilizando de peças de espessura razoável. Entretanto, estas tesouras ou treliças também podem ser de aço, geralmente utilizadas em construções industriais ou para vencer vãos muito grandes, como hangares para aviões, ou coberturas das antigas estações de ferroviárias.

No caso de residências, esta estrutura de telhado é chamada também de madeiramento. A estrutura de madeira ou madeiramento mais comum para receber telhas de barro, constituí-se de armações com formato de treliça em forma de tesoura aberta, vindo deste fato o nome "tesoura". As tesouras são ligadas entre sí por uma viga chamada cumeeira, viga esta que parte do topo ou "cume" de cada uma em direção à outra. Sobre as cumieiras, são apoiados inúmeras outras pequenas vigotas de madeira chamadas caibros, com espaçamento regular entre sí. e sobre os caibros, são apoiadas ripas longas em sentido transversal, também espaças regularmente entre sí, que por sua vez receberão as telhas.

Tipos de telhas

A escolha das telhas depende de vários fatores como conforto térmico almejado no interior da casa, custo de determinados tipos de telha e custo do sistema estrutural que vai apoia-las. A escolha das telhas implica também em escolher compulsoriamente, embora com alguma flexibilidade, o tipo de sistema estrutural que vai apóia-las.

Em caso de telhas de barro, deve-se compra-las antes de contruir o madeiramento, para não haver problemas com as medidas do espaçamento entre ripas.

Existem diversos tipos de telhas, e abaixo estão listados os principais tipos com suas características principais:

Telhas de barro cozido: Este tipo de telha podem ser dividas em dois tipos, telhas francesa e capa-canal, que podem ser subdivididas em telha plana, telha paulistinha, telha romana e telha colonial.

As telhas francesas são achatadas, e é indicada para telhados mais inclinados, pois exigem mais inclinação ou ponto de queda.

As telhas do tipo capa-canal (popularmente chamadas de colonial), são excelentes para regiões de clima quente, permitem muita ventilação, além de serem um bom isolante têrmico.

Telhas de Fibrocimento: Substituem as telhas de amianto. São feitas em grandes tamanhos, nos tipos ondulado, modulado, meio tubo, canalete, canaletão e capa-canal longa, fabricadas em várias cores, podendo imitar inclusive as telhas de barro em estilo colonial. A principal vantagem destas telhas é menor uso de madeiramento, ou uso de estrutura simplificada. Estas telhas são colocadas de acordo com as especificações que são fornecidas pelos seus fabricantes. Embora existam muitos fabricantes, existe uma padronização, e medidas iguais ou semelhantes podem ser encontradas em diferentes marcas.

Com desvantagem, estas telhas são considerantes "quentes", ou seja, não permitem muita ventilação e assim sendo o telhado deve ser ventilado. Mais ainda, em uma casa sem forro, em dia de calor, o ambiente interior ficaria mais quente sob um telhado de fibrocimento do sob um telhado de telhas de barro tipo capa-canal ou colonial.

Telhas de Metal: São feitas de finas chapas metálicas, e seu uso se restringe mais à galpões comerciais e industriais. Apresentam pouco isolamento térmico e acústico, e não são muito utilizadas em residências..

Acabamento do Telhado

Uma caracteristica comum à qualquer tipo de telhado é o fato de terem o acabamento feito através de telhas para cumeeiras e águas-furtadas. As telhas de cumeeiras devem ser assentadas com argamassa ou massa de cimento, cal e areia, na parte mais alta do telhado, onde dois planos inclinados se encontram. Sua finalidade é dar acabamento ao telhado e também não permitir que a água da chuva entre na junção das duas águas ou planos do telhado. Ou seja, as águas de chuva que caem sobre a telha de cumeeira descem para os lados do telhado.

A águas-furtadas são calhas com forma especial, colocadas na junção de duas águas ou planos de telhados em queda que se encontram. A função das águas-furtadas é encaminhar a água da chuva e conduzi-la para fora do telhado.

As calhas também são outro elemento de acabamento do telhado. Embora não seja um elemento obrigatório, é altamente funcional, pois recebem as águas que caem do beiral ou beiradas do telhado e as encaminhas para um tubo de descida, conduzindo a água até o chão sem respingos laterais, ou evitando que caiam sobre que passa sob o beiral.

As águas-furtdas geralmente são feitas de folhas de metal (zinco), chapa galvanizada ou cobre que é o de melhor qualidade. As calhas antigamente eram feitas por funileiros, em metal. Atualmente existem calhas de plástico ou pvc, compradas prontas para serem montadas em peças modulares.

O telhado geralmente é arrematado com emboço, usando massa de cimento, cal e areia, com finalidade de ligar as primeiras filas de telhas, evitando que escorreguem e deixando as fileiras subsequentes apenas encaixadas uma nas outras.

Atualmente, em muitos telhados que se utilizam de telhas do tipo capa-canal ou "colonial", tem sido usado um sistema de amarrar as todas as telha às ripas com arame, através de um processo que fica invisível. Esta amarração evita o desliza e escorregamento das telhas que ocorre com o tempo, evitando assim o surgimento de goteiras e propiciando menos manutenção.

Dentro da construção civil tradicional, na construção de residências, geralmente se organizava uma pequena festa ou confraternização entre todos os envolvidos na obra, quando se chegava ao ponto de ter o telhado acabado. Esta confaternização se chamava festa da cumeeira, que talvez tenha desaparecido dos grandes centros.

Neste momento já se tem uma vista da casa quase pronta, ou seja, já está erguida e com suas formas definidas. Mas ainda faltam as instalações finais, os revestimentos, colocação de peças e utensílios e depois a pintura.

Anúncio: