Casa 2 Quartos em Terreno Estreito - Planta e Interiores

Apresentação da planta e descrição dos interiores referentes às ideias projetuais para construção de uma casa de 2 quartos em terreno estreito. A apresentação foi feita com recursos de computação grafica para desenho plano e também de maquete eletrônica e cad 3d.

A Planta e os Volumes da Casa

Planta da casa de 2 quartos em terreno estreito e fachadaDe um modo geral, a arquitetura de residências modernistas, apresenta seus volumes derivados das funções internas da casa.

Em outras palavras, a casa possui uma planta livre, restrita apenas pelas imposições do terreno, necessidade dos moradores e não por limitações estéticas.

Tentando simplificar, a planta é traçada em função dos requisitos internos, e em função destes requisitas volumes criativos e interssantes podem ser gerados em função da imaginação de quem projeta, ao contrário da arquitetura neoclássica que encapsulava as funções internas dentro de volumes iguais e simétricos.

Anúncio:

Esta pequena e simples casa, é um tipo de arquitetura que segue estes principios, dando prioridade às funções (uso do morador) e não necessariamente à aparência externa.

Trata-se de uma planta simples, tendo inclusive um quarto voltado para a sala o que é de certo modo incomum nos dias de hoje, e também com todas as janelas voltadas para uma área livre lateral afastada 1,5 metros da divisa, que pode ser tido como um pequeno quintal.

Muitos engenheiros ou arquitetos ao fazer um projeto arquitetônico de casa em terreno estreito, tomam outro rumo (ou partido), encostando ambas as paredes na divisas, e criando ou não um vão de iluminação e ventilação em algum ponto na parte central da construção.

Ao lado uma imagem obtida da maquete eletrônica da casa, onde a mesma é vista de cima.

Vista da casa com área de afastamento lateral | Corredor externoNesta perspectiva vista de cima, pode-se ver a área de afastamento lateral, que é um corredor externo para onde se abrem as janelas de todos os cômodos, exceto do quarto frontal.

As imagens abaixo mostram as relações da aparência da casa com seus interiores.

Descrição dos Espaços Interiores

A planta baixa humanizada, mostrada acima, facilita a compreensão dos espaços interiores da casa e do seu exterior. Ou seja, é apresentada com representação dos revestimentos de pisos, mobilía, equipamentos e demais elementos de paisagismo, sendo também uma sugestão para a decoração dos interiores.

Para quem quer algo mais elaborado, esta representação do projeto de arquitetura com seus interiores, também serve como um esboço sujestivo para o design de interiores, caso se pense em móveis planejados.

São apresentadas acima, duas versões da planta com relação à distruibuição interna dos móveis assim como com relação à representação dos materiais de construção civil com relação aos revestimentos de pisos.

Como já foi dito anteriormente, se trata de uma casa de proporções módicas e funcional, para uma pequena família que tenha um estilo de vida prático e com necessidades básicas.

A fachada e volumes da casa e sua correlação com a planta

A imagem acima, também obtida de maquete eletrônica ou computação gráfica 3d, também mostra a fachada e volumes da casa e sua correlação com a planta mostrada abaixo em perspectiva. A perspectiva foi obtida através do programa Autocad.

Planta vista em perspectiva

Acima a planta vista em perspectiva.

Planta humanizada da casa de 2 quartos em terreno estreito

Planta humanizada da casa de 2 quartos em terreno estreito.

Planta da casa em terreno estreito com outra disposição quanto à utilização dos espaços

Planta da casa em terreno estreito com outra disposição quanto à utilização dos espaços internos.

Jardins e Garagem

Observando a planta da direita para a esquerda, vemos primeiramente o pequeno jardim frontal e depois a garagem que pode funcionar também como alpendre, quando o carro não estiver estacionado. Atrás da garagem fica um corredor de aproximadamente 1,5 metros de largura, para onde se abrem as janelas da maioria dos cômodos da casa. Esta área afastada do muro de divisa, pode ser considerada também como um pequeno quintal, ou jardins laterais. Em ambas as plantas, a garagem-alpendre foi representada com piso cerâmico, devendo-se lembrar que deve-se usar piso resistente e de boa qualidade.

Sala e Quartos

Ao lado da garagem vemos o primeiro quarto, que dependendo do casal ou proprietário, pode ser também um escritório. A janela deste quarto se abre para o jardim frontal.

O piso dos quartos, em uma das plantas foi representada no cor clara, como se fosse um piso laminado ou um piso emborrachado, ou piso vinílico ou tipo paviflex, que pode ser colado diretamente sobre uma base de contra piso cimentado. Na outra planta, o piso foi representado genericamente, para fins de ilustração e sugestão como piso cerâmico ou podendo ser entendido até como porcelado, em grande placas.

Ao final da garagem, vemos a porta de entrada da sala onde a mesma esta representada com móveis estofados e tv. Seguindo o corredor, vemos outro quarto, que pode acomodar 1 ou duas camas. As plantas estão apresentadas em duas versões, com duas disposições de móveis para o quarto.

Banheiro

O banheiro possui box, vaso sanitário e banca de pia, como se vê na imagem acima. Como a casa possui somente 1 banheiro, criei um pequeno espaço, onde existe outra banca de pia. Este pequeno espaço, entre o corredor e o banheiro propriamente dito, fica sempre aberto, sem porta, e acessível mesmo quando alguém estiver usando o vaso sanitário ou tomando banho com a porta fechada. A função desta segunda pia, é portando dar flexibilidade uso de pia em qualquer hora ou momento.

Observe que em ambas as plantas o banheiro foi representado como piso cerâmico em cor clara, lembrando-se que deve ser utilizado piso apropriado para áreas molhadas, e que o piso preferêncialmente não deve ser escorregadio.

Copa Cozinha

Ao final do corredor vem a copa cozinha, que pode ser disposta no sentido clássico ou comum, com banca de marmóre com pia, geladeira, fogão, pequena bancada com banquinhos e mesa com quatro cadeiras. Nesta planta a cozinha foi representada com piso frio deferenciando-se de outras áreas da casa.

Entretanto, é também apresentada uma solução alternativa, tipo cozinha americana, com uma bancada dividindo os ambientes, e com uma disposição diferente a mesa e cadeiras da cozinha, que neste caso foram usados assentos estofados. Nesta planta, onde o ambiente da copa-cozinha é mais moderno e mais integrado às áreas sociais da casa, o piso da cozinha foi representado como se toda a casa utilizasse praticamente o mesmo tipo de revestimento de piso.

Área de Serviço e Dependências

Após a cozinha, através da planta pode-se ver que a casa possui uma pequena área de serviço que pode acomodar maquina de lavar, tanque e táboa de passar.

Um pequeno cômodo extra, ligado à área de serviço, é de multi-uso, podendo ser usado como quarto de costura, ou oficina, despensas, quarto de estudos.

Autor: Eng. J.Renato A.D.

Anúncio: